Lançado no começo deste ano, o jogo Taiwanês de terror “Devotion” foi retirado, em fevereiro, de todas as lojas online após alguns jogadores terem encontrado, dentro do jogo, um pôster comparando o presidente chinês (Xi Jinping) ao ursinho Pooh. Jogadores chineses, em “defesa” do presidente, negativaram em massa as reviews do jogo. Essa controvérsia fez com que o estúdio responsável pelo jogo decidisse o tirar do ar para remover o tal pôster e, depois, publica-lo novamente. Entretanto, após o ocorrido o estúdio perdeu suas duas publishers e é incapaz de republicar o jogo.

Na última terça-feira (02), a Indievent, publisher chinesa responsável pelo jogo,  teve sua licença empresarial confiscada. A nota oficial não menciona nenhum dos jogos da empresa como motivo para o confisco, apenas menciona que houve “violações de leis relevantes”.

Muitos estúdios Tawaneses estão preocupados com o ocorrido, já que o maior parte dos investimentos, nos estúdios de jogos do país, são provenientes da China. Isso pode abrir um precedente para uma grande redução na indústria regional de jogos.

A figura do Ursinho Pooh em comparação com o presidente chinês vem desde 2013. Este descontentamento gerou algumas censuras do personagem na China, que resultaram na não exibição do filme “Christopher Robin” no país e na retirada do personagem na edição chinesa de Kingdom Hearts 3.

O jogo Devotion foi retirado das lojas virtuais em 25 de fevereiro de 2019 (uma semana depois de sua publicação) e não tem previsão para ser relançado.

 

PUBLICIDADE