Para comemorarmos a volta de uma obra de arte carregada de poeira e chumbo, programada para o dia 26 de outubro de 2018, a WarpZone decidiu fazer uma análise do seu antecessor, o clássico instantâneo: Red Dead Redemption.

Desenvolvido pela Rockstar San Diego e lançado em maio de 2010 para PlayStation 3 e Xbox 360, Red Dead foi aclamado mundialmente ao vender mais de 11 milhões de unidades até agosto de 2011, além de ganhar diversos prêmios, incluindo de melhor jogo do ano, canção original “Far Away”, trilha sonora original e melhor pacote de expansão por Undead Nightmare.

É considerado o sucessor espiritual de Red Dead Revolver, lançado em  2004  para Xbox e PlayStation 2, tendo como protagonistas Red Harlow em ‘Revolver’ e John Marston em ‘Redemption’.

Em Red Dead Redemption, o jogador vive na pele de um ex-fora da lei no ano de 1911, na decadência do Velho Oeste americano. O jogo inicia com John Marston viajando de trem da cidade de Blackwater para Armadillo e, tão logo que a locomotiva sai da estação, o jogador já é apresentado a extraordinários elementos, como sua marcante fotografia, trilha sonora, figurino, sons e diálogos precisos, roteiro bem fechado, além de uma jogabilidade fluida e excelentes gráficos, que envelheceram muito bem.

Neste petardo da última geração, observamos um realismo espantoso, que já se justifica pela presença de alguns detalhes, como a possibilidade de Marston amarrar seu cavalo no tronco para que este não fuja, cujas ferraduras são marcadas ao cavalgar, o som da espora de sua bota e o andar “gingado” de cowboy, que tanto vemos em filmes do gênero.

No decorrer da história, o jogador também encontrará divertidos (e difíceis) mini-games nos Saloons, como poker, dados e five fingers – onde a “brincadeira” é passar a ponta da faca entre os dedos. E, claro, não poderiam faltar os famosos duelos – como não lembrar de Marty Mcfly enfrentando Mad Dog Tannen com uma tampa de fogão por baixo do seu ‘poncho’ ?

Definitivamente, Red Dead é um simulador de Western que oferece ao jogador uma verdadeira imersão nesta época, aprofundada pela magnífica trilha sonora inspirada nas composições do maestro Ennio Morricone para as películas ‘faroeste espaguete’ estrelados por Clint Eastwood e que, com absoluta certeza, fará o jogador assobiar o famoso refrão de “O Bom, o Mau e o Feio” enquanto monta em seu cavalo e percorre todo o mapa à procura de todas as missões principais e secundárias, esbarrando com personagens extraídos quase que diretamente dos filmes da Trilogia dos Dólares ou das HQs de Tex Willer.

Prepare seu coração e ajeite a bandoleira para assistir ao mais recente trailer de Read Dead Redemption II:

VAMOS PRA LISTA

E para matar a saudade, listamos alguns dos memoráveis clássicos jogos de faroeste para diversos consoles, confira:

01. Bank Panic
  • Ano de lançamento: 1984
  • Publisher: Sega
  • Plataformas: Arcade, MSX e Master System
Gabinete do arcade Bank Panic

 

02. Wild Gunman
  • Ano de lançamento: 1984
  • Publisher: Nintendo
  • Plataformas: Arcade e NES

Cena de De Volta para o Futuro II onde Marty McFly joga o fliperama no 80’s Cafe

 

03. Gun Smoke
  • Ano de lançamento: 1985
  • Publisher: Capcom
  • Plataformas: MSX, NES e PCs.

 

04. Blood Bros
  • Ano de lançamento: 1990
  • Publisher: TAD Corporation
  • Plataforma: Arcade

 

05. Sunset Riders
  • Ano de lançamento: 1991
  • Publisher: Konami
  • Plataformas: Arcade (1991), Mega Drive (1992) e SNES (1993)

 

06. Wild Guns
  • Ano de lançamento: 1994
  • Publisher: Natsume
  • Plataforma: SNES

 

07. Outlaws
  • Ano de lançamento: 1997
  • Publisher: LucasArts
  • Plataforma: PC

 

08. Mad Dog McCree
  • Ano de lançamento: 1990
  • Publisher: American Laser Games
  • Plataformas: Arcade, PC, Sega CD e 3DO

 

09. Desperados
  • Ano de lançamento: 2001
  • Publisher: Atari
  • Plataforma: PC

 

10. Call of Juarez
  • Ano de lançamento: 2009
  • Publisher: Ubisoft
  • Plataformas: PC, Xbox 360 e PlayStation 3

EM ENTÃO

A espera até o final de outubro será enorme, mas enquanto isso vamos tirar a poeira do cartucho, vestir o chapéu de cowboy e largar chumbo dos bandidos mais procurados do Oeste!

PUBLICIDADE