Lá pelo ano de 1992 eu descobri um videogame chamado ”Micro Genius”. Uma amiga de infância estava jogando “Galaxians” um jogo de tiro onde tinha uma navinha que parecia uma mamadeira e alguns alienígenas. A navinha se movimentava apenas para a direita e esquerda e as naves alienígenas desciam pela tela tentando te acertar.

Videogame ”Micro Genius” um clone em miniatura do Nintendo 8 Bits

PROPAGANDA

A dificuldade aumentava durante a progressão do jogo. Todos ficavam vidrados na tela, adultos e crianças ficavam até de madrugada jogando não apenas este jogo mas Super Mario Bros, Adventure Island e outros que compunham o cartucho de 210 jogos (que na realidade a maioria eram jogos repetidos)

Galaxians , jogo que vinha na fita de 210 jogos com o Micro Genius

Para quem acompanha a minha coluna já citei várias vezes o ”Micro Genius” que foi o primeiro videogame que eu tive. Ganhei do meu pai, ele  veio do Paraguai trazido pela Jacinta uma sacoleira da minha cidade. O cartucho de 210 jogos que acompanhava o console tocava a música do ”Adventure Island” na tela de apresentação e continha jogos bem simples do inicio do Nintendinho. Este cartucho hoje em dia é bastante raro, dificilmente verá um desses por aí.

Cartucho de 210 jogos que acompanhava o videogame Micro Genius no inicio dos anos 90

Me lembro que um certo dia apareceu um garoto novo na nossa turma, ele se chamava Charles. A turma chamava ele de ”Burguesinho”, ele tinha viajado para os Estados Unidos com o pai e segundo ele própio dizia ”conhecia os videogames”. Me lembro que um dia de manhã estávamos jogando videogame em casa. O Sapatudo estava esparramado no chão saboreando um doce de leite e Ricardo (vulgo fofão) e eu estávamos revezando a jogatina.

O garoto Charles chegou em casa e ficou impressionado quando viu meu Micro Genius. Ele disse:

“Você tem um Nintendo em sua casa! Este videogame só tem nos Estados Unidos. Eu conheço, eu já vi um”.

Os garotos da turma ficaram impressionados e fizeram uma roda ao redor do videogame e Charles continuou falando de todas as caracteristicas do videogame e analisando, ele me questionou quais os jogos eu tinha e citei o cartucho com os jogos. Ele respondeu dizendo que este videogame tinha jogos muito melhores do que aqueles e que ele tinha conhecido nos Estados Unidos.


Charles foi embora acreditando que aquele game era o Nintendo 8 Bits original. A turma ficou divida enquanto alguns acreditavam outros não tinham certeza. O fato é que naquela época se conhecia muito pouco sobre os videogames aqui no Brasil. Cada um tinha o seu Phantom System, Dynavision, Turbo Game, dentre outros e acreditavam que aqueles videogames eram únicos e originais e não ”clones” do Nintendinho 8 Bits.

Nossas fontes de informação eram as revistas de videogames que começavam a surgir no inicio da década. No mundo globalizado de hoje sabemos instantaneamente dos lançamentos e este videogame ”Micro Genius” era mais um clone dentre tantos outros , mas um clone bastante fiel ao console original, se compararmos tem todas as mesmas cores e caracteristicas do videogame original o que muda é o tamanho menor, o botão ”Eject” para ejetar o cartucho  e o controle é diferente além do formato ele possui botões ”Turbo”. A empresa clonou e ainda aperfeiçoou o original sem contar a qualidade deste game que é muito boa mesmo.

Este videogame eu guardo até hoje, esta funcionando e aguentou bem ao longo do tempo pois quando o cartucho não pegava ele levava algumas pancadas mas resistiu bravamente!!!! Siga minhas redes sociais: