Os amantes de rail shooters poderão comemorar, pois ao que parece este estilo está longe de desaparecer. A Sega Interactive anunciou que The House of the Dead, uma das franquias que mais popularizaram o gênero, retornará aos salões de arcades com uma complexa cabine projetada exclusivamente para House of the Dead: Scarlet Dawn, o sexto e inédito título da série.

A intenção da desenvolvedora desta vez é garantir ao jogador uma experiência de imersão total no universo do game através dos recursos da nova cabine, a qual será equipada com caixas de som surround 5.1, sub-woofer, bass shaker de alta qualidade, canhão de ar e luminárias spot de LED, tudo funcionando em conjunto para produzir uma maior sensação de terror e suspense, fazendo o jogador sentir na pele a tensão de ser perseguido por hordas de zumbis.

House of the Dead: Scarlet Dawn foi desenvolvido com utilização da Unreal Engine 4, o que trará, de acordo com a Sega, um elevado grau de detalhamento e qualidade aos ambientes, personagens e, claro, aos insaciáveis zumbis. A virtual gun para a cabine do jogo também foi remodelada e apresentará um sistema único de vibração para simular o efeito de coice das armas.

A Sega ainda aproveitou o momento e publicou um novo trailer que revela detalhes do enredo, indicando que House of the Dead: Scarlet Dawn se passará três anos após os eventos de The House of the Dead 4, lançado em 2005 para Arcades e em 2012 para PS3, e terá como protagonistas a agente Kate Green, de The House of the Dead 4, e o agente novato Ryan Taylor, irmão de James Taylor que foi o protagonista de The House of the Dead 2 e 4. O trailer inicia como um flashback, destacando os vilões Caleb Goldman e Dr. Roy Curien, presentes nos jogos anteriores da franquia, e revela o novo antagonista, um homem idoso que parece reverenciar Caleb e Dr. Roy. O homem misterioso estabelece um ultimato à humanidade: ou ela evolui ou será extinta! Confira o trailer:

A nova cabine de House of the Dead: Scarlet Dawn foi disponibilizada no início do ano para as lojas e salões de arcade no Japão e será também lançada ainda neste mês de outubro nos Estados Unidos. Resta-nos torcer para que o arcade venha para os shoppings ou salões de jogos aqui do Brasil ou que ao menos seja portado para as plataformas atuais, algo bastante provável, considerando a possibilidade do uso de sensores de movimento dos consoles atuais ou mesmo da tecnologia VR. É cruzar os dedos para que isso aconteça!