No dia 21 de novembro de 1991, há 27 anos, era lançado no Japão o terceiro título de uma das franquias mais influentes da história dos games, cujo desenvolvimento inicial foi direcionado para o NES, mas devido às grandes proporções que estava tomando foi redirecionado para o mais novo console da época da Nintendo, o SNES. O destemido herói portador da Triforce da Coragem, Link, retorna para mais uma épica jornada em The Legend of Zelda: A Link to The Past.

A Link to The Past volta com a perspectiva aérea do Zelda do NES junto à ação do Zelda II e novos elementos que fornecem uma melhor experiência em relação aos jogos anteriores. Além disso, o jogo trouxe novos dungeons com ambientes diferentes e dois mundos para serem explorados: Dark World e Light World.

O game conta a história do mago Aghanim que usurpou o trono de Hyrule, capturou a princesa Zelda e tenta destruir as barreiras do Dark World, onde Ganondorf, o senhor das trevas, estava aprisionado. Certa noite, Link é despertado por um chamado de Zelda e inicia-se sua aventura para salvar a princesa e impedir que Hyrule caia nas temíveis mãos do senhor das trevas.

Sete anos depois do lançamento de A Link to The Past, no dia 21 de novembro de 1998, o quinto jogo de The Legend of Zelda foi lançado para N64, que se revelou um dos melhores jogos de todos os tempos e aquele com maior número de vendas globais da franquia (7,60 milhões). The Legend of Zelda: Ocarina of Time reuniu um enredo mais complexo com viagens pelo tempo, com um belo visual 3D e uma trilha sonora marcante em uma experiência única e memorável. No jogo, Ganondorf tenta obter a Triforce mas Link, com a ajuda de Navi, é escolhido para impedi-lo, explorando o reino através de viagens no tempo. Em 2011 o 3DS recebeu um remaster de Ocarina of Time e, em 2013, uma continuação de A Link to The Past.

Vale lembrar que a WarpZone lançou o livro Biografias nº3 com mais curiosidades e informações sobre The Legend of Zelda.