Que os videogames são sinônimo de Japão a gente sabe de longa data, principalmente lá nos anos 90. Então, pra aproveitar a comemoração do Dia da Imigração Japonesa aqui no Brasil, resolvi apresentar três jogos que falam sobre o país e sua história de alguma forma.

Hoje, dia 18 de junho, se comemora o Dia da Imigração Japonesa, data em que o primeiro navio com japoneses aportou em Santos, lá em 1908. Essas famílias vieram pra cá trabalhar nos cafezais, exploração de borracha e etc.

Junto com eles veio a cultura do Japão também, pudemos ver nascer em nosso país muitos quadrinhos influenciados diretamente pelos imigrantes japoneses. Ficou curioso? Procure pelas antigas publicações de uma editora chamada Grafipar.

Imigração Japonesa – Foto @ São Carlos Urgente

Voltando aos games, decidimos então trazer três jogos pra aprender, e viver, um pouco mais da cultura japonesa, mas deixando de lado os já famosos jogos de samurais, de lutas e etc. Desta vez, você vai conhecer algumas propostas bacanas e se divertir conhecendo mais sobre o Japão antigo.

CURTINDO AS FÉRIAS

Lembra quando você ia passar as férias na casa dos seus primos durante a infância? Boku no Natsuyasumi é um jogo que se passa justamente nesse cenário. Você é Boku, um menino de 9 anos que foi passar o mês de agosto todinho na casa dos seus tios, na zona rural do Japão, enquanto sua mãe está no último mês de gravidez. Você terá 31 dias para poder explorar todas as localidades, coletar insetos, soltar pipa, colecionar tampas de garrafas e muito mais.

Desenvolvido pela Millennium Kitchen e publicado pela Sony, Boku no Natsuyasumi foi lançado para PlayStation 1 em junho de 2000 e para PSP em 2006. O game é um adventure para se jogar sozinho, curtindo, conhecendo os ambientes e aprendendo sobre o Japão rural de 1975. Super recomendado!

Gameplay de Boku no Natsuyasumi no PS1

Curiosidade: O jogo deveria sair em 1999, mas os produtores da Sony pediram para a desenvolvedora incluir um minigame de pesca no jogo, o que fez com que a data de lançamento fosse alterada para o ano 2000.

MITOS E LENDAS ANTIGAS

Imagine poder explorar a cidade de Kyoto durante o Japão dos séculos 10 e 11? É neste cenário que se passa o jogo Cosmology of Kyoto, que traz como característica um enredo aberto que lhe permite jogar sem linearidade, como se estivesse simplesmente vivendo ali.

Quando digo “vivendo em Kyoto” estou sendo realmente literal, porque você vai conhecer muitos locais como prédios e casas, passando por caminhos históricos, explorando a cidade enquanto descobre os seus segredos e conhece diversas pessoas. A quantidade de NPCs é bem grande, eles vão contar suas histórias de vida, permeando entre temas da história, terror e até religião.

Desenvolvido pela Softedge e publicado pela Yano Komatsu, Cosmology of Kyoto é um jogo pouco conhecido que foi lançado para PC em 1993 no Japão, e em 1995 nos EUA. Aliás, ele acabou sendo lançado também para MAC.

Gameplay do jogo Cosmology of Kyoto para PC

Curiosidade: Cosmology of Kyoto pode ser comparado com os jogos atuais de survival horror, uma vez que durante o seu gameplay você encontra fantasmas e demônios, e com isso os sustos estão garantidos.

TÁ BOM, TEM NINJAS

Tentei evitar citar algum jogo com ninjas, mas esse aqui é muito recomendado e não posso deixar passar em branco. Muramasa: The Demon Blade se passa na era Genroku, no Japão, seguindo a história de dois personagens diferentes, Momohime, uma princesa que foi possuída por um espírito sombrio e Kisuke, um ninja fugitivo que perdeu sua memória. A história gira em torno das Demon Blades, espadas forjadas pelo lendário ferreiro Muramasa Sengo.

No início do jogo, que é um belo RPG de Ação (ou um jogo de Ação com elementos de RPG, você escolhe), o que você pode fazer e o que você pode acessar é bem limitado, porém, conforme se progride, novas áreas são disponibilizadas e o game se expande bastante, com muita coisa pra explorar, no melhor estilo Super Metroid.

Desenvolvido pela Vanillaware e publicado pela Marvelous Entertaiment, Muramasa: The Demon Blade foi lançado para o Nintendo Wii em 2009, com versões em japonês e em inglês. Chegou a sair também para o PlayStation Vita em 2013 como Muramasa Rebirth, pela Marvelous AQL.

Gameplay do jogo Muramasa: The Demon Blade para Wii

Curiosidade: Este jogo foi feito pelos mesmos criadores do excelente Odin Sphere, de PlayStation 2. Se você também não conhece esse, corre lá agora e depois me agradeça pela dica.

PUBLICIDADE