Lançado dia 18 de outubro de 2005 e publicado pela Sony Interactive Entertainment, Shadow of The Colossus rapidamente conseguiu destaque dentre a imensa quantidade de títulos para o PlayStation 2.

Foi com essa obra que inúmeros jogadores conheceram o diretor Fumito Ueda, que também é criador de Ico e The Last Guardian, este último lançado na nossa atual geração e exclusivo para PlayStation 4.

Assim como Ico, Shadow of the Colossus tem o poder de transmitir emoções com tão pouco, seguindo os princípios do minimalismo. Por isso, o game pode parecer um pequeno- grande (e maravilhoso) jogo indie. Pode dizer pequeno por ter uma narrativa implícita, que nunca é contada e clara ao jogador. É até normal você se pegar criando várias teorias e interpretações diferentes após finalizar o game. Ao mesmo tempo, o game é grande pois sabemos de sua enorme qualidade.   

Com um universo totalmente imersivo, você controla o personagem Wander, que por um terrível acontecimento, atravessa a extensa ponte e entra em uma terra intimidadora. Wander se vê montado na sua amiga Agro, levando uma menina misteriosa que aparenta estar desacordada.

Imagina você do nada encontrar um gigantão desses?

Neste maravilhoso mundo aberto, o jogador, no primeiro instante, tem a sensação de vazio e isolamento. Vale lembrar que vimos isso recentemente em The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Aqui não temos inimigos “brotando” no cenário a cada instante, temos os Colossus, que por um acaso do destino, devemos procurá-los e derrotá-los.

Em 2018, foi lançado o remake do game. Desta vez, desenvolvido pela Bluepoint Games e, novamente, publicado pela Sony. O remake não traz nada de novo em relação a história e inimigos, mas somos presenteados com uma atualização gráfica considerável.

Wander e os Colossus estão muito mais bonitos e os controles funcionam muitíssimo bem. É uma ótima oportunidade para quem nunca jogou ou deseja visitar o mundo dos Colossus, com um gráfico melhor.

Shadow of The Colossus, sem dúvida, foi um título que não só conseguiu explorar o máximo de desempenho do PlayStation 2, mas também é uma das obras mais aclamadas da sexta geração. Para muitos, foi considerado um dos jogos mais importantes da vida. Até o momento o game segue como um dos mais importantes e originais, sendo aplaudido tanto pela mídia quanto pelos players.

PUBLICIDADE