Percorrer castelos, estradas e masmorras enfrentando vampiros, monstros e demônios com armas e magia. Será que é um RPG? Um novo Castlevania? Que tal as duas coisas? Infernax, lançamento do Berzek Studio, é uma mistura de todas essas referências, que resulta em um game desafiador e divertido que explora as características do subgênero de aventura “Metroidvania”.

Em Infernax o jogador controla Alcedor (ou o nome que o player desejar), um duque que retorna das Cruzadas e encontra seu reino amaldiçoado por magia profana. Para libertar seu povo e sua terra do mal, o guerreiro precisa derrotar criaturas infernais e quebrar a maldição, destruindo os orbes que fazem parte do selo maligno para então enfrentar o diabo em pessoa.

Gameplay de Infernax
PROPAGANDA

Os monstros de Infernax fariam o Pyramid Head sentir medo. Estão presentes criaturas infernais, caveiras, olhos voadores e toda sorte de demônios que sangram e se decompõem. Essa estética gore é um dos atrativos do game, que inclui ter seu personagem banhado de líquidos nojentos e ser morto das formas mais violentas possíveis, em animações que fazem até a derrota ser um momento de diversão.

Infernax mistura elementos visuais e sonoros que o dividem entre um jogo de 8 e 16 bits. O colorido e o design das fases lembram a geração do Mega Drive. Já o desenho da maioria dos personagens é pouco detalhado, lembrando sprites do Master System. A exceção fica por conta dos chefes, cada um mais demoníaco que o outro, ricos em detalhes.

As músicas e efeitos sonoros com estética chiptune compõem a tensão da aventura, deixando-a mais macabra e tensa. Vale destacar também a qualidade das cutscenes, feitas em pixel art e que, além de ilustrarem com maestria a história (que conta com legendas em português), embelezam o game.

Os controles em Infernax são simples. Há botões para pulo, magia, poção, ataque e seleção dos recursos usados pelo duque. Para enfrentar os desafios, o jogador conta com mecânicas comuns em jogos de RPG, podendo aumentar a quantidade de vida, mana e força do personagem após acumular pontos de experiência. Também é possível comprar novas armas e armaduras, além de aprender feitiços novos ao longo do jogo.

Cutscenes em Infernax

Outra mecânica que aproxima Infernax dos RPGs é a possibilidade do jogador fazer escolhas ao longo do game. Alcedor se depara com momentos em que precisa tomar decisões e, com elas, pode conseguir dinheiro, aprender novas magias e também mudar os rumos de sua história. O final e a forma como os desafios são enfrentados são alterados, seja decidindo quais side quests fazer ou em optações do enredo principal. Com esse recurso, cada jogatina se torna única.

Em relação à dificuldade, Infernax oferece dois níveis. No modo Clássico, como a própria explicação sugere, o jogo traz a dificuldade pretendida. São menos locais para salvar o progresso (apesar de eles aparecerem sempre próximos ao início de cada etapa) e ao morrer o jogador retorna ao último save, perdendo experiência e ouro adquiridos. Já no modo Casual, o jogo se torna mais fácil, iniciando com uma vida extra, tendo mais lugares para gravar a partida e retornando com parte do dinheiro e xp após ser derrotado.

Gameplay de Infernax

Os jogadores acostumados com os clássicos da geração 8 Bits sentirão que Infernax tem dificuldade moderada. O roteiro básico para os desafios da aventura inclui encontrar o padrão de movimento dos inimigos, criar uma estratégia para derrotá-los e adquirir uma nova habilidade. Assim, o jogador segue em várias direções pelo mapa, que possui áreas interconectadas acessadas a partir dos novos poderes, esquema característico do “Metroidvania”.

Porém Metroid e Castlevania não são os únicos jogos do NES homenageados em Infernax – que também conta com o ciclo de noite e dia, como no segundo título da saga de Simon Belmont.

Usando o clássico Konami Code (cima, cima, baixo, baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, A, B), a jogabilidade do game é alterada, e o protagonista passa a utilizar uma metralhadora e fazer um cosplay de Bill Rizer, herói da série Contra – ou seria do próprio Rambo?

Os fãs da geração 8 bits recebem com Infernax um título para suas bibliotecas com jogabilidade, visual e sons que reverenciam o Nintendinho.

O game é diversão garantida para quem é apaixonado pelo estilo de exploração em side scrolling e está em busca de novidades, depois de ter detonado os clássicos. Prepare-se para fazer escolhas difíceis, ver muita violência e destruir criaturas infernais!