Eu não jogava um jogo FPS (First Person Shooter ou tiro em primeira pessoa) desde 2019. Quando Doom Eternal foi lançado, eu confesso que estava no hype (afinal, o Doom, de 2016  é um dos meus jogos favoritos do ano). Doom Eternal foi finalmente lançado e se tornou um dos melhores jogos da geração.

Para começar, algumas informações básicas: Doom Eternal foi lançado em 20 de março de 2020 para PlayStation 4, Xbox One, PC, Google Stadia (pasmem!) e, posteriormente, será lançado para Nintendo Switch. Desenvolvido pela Id Software e publicado pela Bethesda, Doom Eternal é a sequência direta de Doom (2016), além de ser o quinto título da série.

HISTÓRIA SIMPLES, MAS PROFUNDA

A história de Doom Eternal é bem simples de você entender, por alto. Se trata de um personagem, Slayer, que vai até o inferno derrotar os demônios que invadiram a terra. Porém, um dos destaques desse jogo é que ele também dá valor para o jogador que tem interesse na lore de Doom Eternal. Durante toda a gameplay, encontramos vários arquivos (Codex) e diversos coletáveis que dão mais informações do universo rico criado pela Id Software.

GAMEPLAY FLUÍDO E DESAFIADOR

Em relação ao gameplay, acredito que seja uma das melhores jogabilidades que eu já vi em um FPS nessa geração. A jogabilidade é fluida e muito frenética!

Eu joguei em um PlayStation 4 e sofri no começo por causa da impossibilidade de jogar no velho teclado e mouse. Acredito que usuários do PC da massa não vão sentir tanta dificuldade no início.

E sim, Doom Eternal está mais desafiador do que o seu antecessor. Tanto que o jogo te dá liberdade de trocar os níveis de dificuldade ao longo da campanha. E confesso, suei muito em algumas fases na dificuldade normal (estou falando de você sim, portão do Slaver).

Se você ama desafios, aconselho você a dar uma passadinha no Portão do Slaver, lá você vai enfrentar uma horda intensa de inimigos.

O VEREDITO

Doom Eternal é aquela delícia de jogo que separa os adultos das crianças. Aqui é pancada atrás de pancada, é um deslize e você tem que voltar até o último checkpoint. Jogadores novatos que estão acostumados com Battle Royale e nunca chegaram perto de um jogo da série, irão sentir uma diferença.

A boa notícia é que Doom Eternal é um dos melhores jogos de tiro em primeira pessoa (senão o melhor) que temos na atualidade, então a chance de você se apaixonar é muito grande.

Encerro o texto pensando e torcendo para que um novo Doom esteja em desenvolvimento para a nova geração de consoles, pois o último game lançado pela Id Software deixou um gosto de quero mais.