Neste sábado, dia 03 de novembro durante o evento o Versus Fighting Cup, que aconteceu em São Paulo, na Webedia, tivemos dois torneios da Capcom Pro Tour (Premier e LATAM Regional Finals 2018), campeonato mundial organizado pela Capcom, que reúne os melhores jogadores de Street Fighter V.

Os combates entre os competidores foram disputados em uma melhor de três lutas no Premier (sendo vitorioso aquele jogador que derrotar seu adversário duas vezes) e também em melhor de cinco lutas no LATAM Regional Finals (vencendo aquele que conseguir alcançar três vitórias diante de seu oponente). O campeão é decido através de duas chaves: a dos vencedores e a dos perdedores.

Foto: Divulgação (Portal Versus)

Aquele que não perde nenhum combate, aguarda o vencedor entre aqueles que sofreram uma derrota. Após isso, ambos se enfrentam, mas o campeão dessa “repescagem”, deve  vencer por duas vezes, a primeira para com seu oponente perca uma vez e se iguale a ele, e a segunda, para ganhar o torneio. Ao primeiro colocado da chave dos vencedores, basta ganhar apenas uma vez.

As classificações são definidas através de eliminatórias sediadas por regiões como a América do Norte, Europa, Ásia e América Latina.

Foto: Divulgação (Portal Versus)

Com início às 10:00, tivemos o torneio Premier, um campeonato aberto que contou com 128 jogadores e trazia Pro Players de diversas partes do mundo. Com uma final disputada entre os japoneses Mago e Haitani.

Mago foi o campeão da chave dos perdedores, mas Haitini impôs sua supremacia com uma convincente vitória por 3 a 1. Conquistando 700 pontos no ranking mundial. Assegurando sua vaga para as finais que acontecerão em Las Vegas, nos Estados Unidos, entre os dias 14 e 16 de dezembro.

No começo da noite, vimos a abertura do torneio mais esperado do dia, o LATAM Regional Finals 2018, que reunia os oito melhores jogadores no ranking latino-americano(excluindo os dominicanos MenaRD e Caba, que já estavam classificados), para decidir o representante da América Latina.

Foto: Divulgação (Portal Versus)

O dominicano Crossover, com seu um imbatível Akuma, ganhou o cobiçado título, esbanjando técnica, calma e grande senso de adaptação, o segundo colocado foi o peruano Pikoro, que também era muito habilidoso no controle de M. Bison, mas que constantemente demonstrava sinais de nervosismo e tentava quebrar o ritmo das lutas, usando o celular. A terceira posição foi ocupada pelo panamenho DoomSnake507, que apresentou um estilo de jogo bem plástico e refinado, controlando Vega.

Entre os competidores brasileiros, tivemos os cariocas Brolynho (4º colocado), especialista em Necalli, HDASH (5º colocado), perito em M.Bison, PauloWeb (6º colocado), que jogou majoritariamente com Laura, mas também escolheu Neku, além do gaúcho Keoma (7º colocado), como melhores colocados.

Foto: Divulgação (Portal Versus)

Vale lembrar que as finais serão disputadas por 32 jogadores: o dominicano MenaRD, que é o atual campeão mundial, além dos 26 melhores colocados no ranking global, os 4 vencedores das etapas regionais e o ganhador da CPT Last Chance Qualifier, que acontece na mesma semana da Capcom Cup 2018.