Lembra quando você era pequeno e não saia dos Fliperamas? Era muito difícil passar o tempo que realmente queria dentro de um local como aqueles, conversando, trocando informações sobre as revistas de vídeo games, se divertindo com os amigos, e, principalmente, jogando os lançamentos, em sua maioria, da SNK e Neo Geo, como os The King of Fighters.

Poder jogar um daqueles jogos no conforto da sua casa era o sonho de onze entre dez daquelas crianças e adolescentes que frequentavam diariamente essas “Casas de Máquinas”. Poder executar um Power Geyser, do Terry ou um Haoh Shoukou Ken, do Ryo, entre uma aula e outra, ou durante o recreio na escola, era inimaginável.

The King of Fighters 98 foi usado como base para o KoF R-2

Sabemos que, aqui no Brasil, esse privilégio foi de poucos, e que o Neo Geo Pocket não era tão acessível, tanto pelo preço, quanto pela escassez do aparelho. Porém, após duas décadas, a SNK nos brinda com uma versão completa de The King of Fighters R-2 para o Switch, lançado, originalmente, para o Neo Geo Pocket Color em 1999 e nos deixa realizar esse sonho de infância de jogar um KoF na faculdade, trabalho ou no trânsito.

UMA VERSÃO REALMENTE COMPLETA

Para comemorar os 20 anos do lançamento original, a SNK preparou uma versão caprichada pensada para ser jogada no modo portátil do Nintendo Switch.

Além de contar com todos os detalhes originais, como vários personagens desbloqueáveis, personagens carismáticos no formato SD, humor característico da série R, e o modo Making, no qual você pode criar o seu personagem do zero e lhe dar os mais variados movimentos e golpes especiais para torna-lo único, os donos de Switch vão encontrar novidades exclusivas.

Com o modo Making, você pode se tornar um verdadeiro rei dos lutadores

A primeira é a interface caprichada que emula um console NG Pocket Color. E o mais legal é que essa interface não emula somente a aparência do aparelho, mas também, todas as suas funções. Isso, mesmo, no modo portátil você pode tocar na tela e acessar as opções que teria ao apertar os verdadeiros botões no console.

Seguindo as novidades, acessando o menu nesse mesmo modo portátil, você terá acesso a um manual de instruções completo, com golpes, história e muito mais. Dentro desse menu, o jogador também vai encontrar um recurso chamado Rewind, que permite voltar 10 segundos na partida e evitar aquele golpe fatal que acabou com a sua alegria.

Não curtiu como a luta acabou, volte 10 segundos no tempo e tente de novo

Por fim, a cereja do bolo: modo versus. A Nintendo aproveitou extremamente bem todos os recursos de seu console ao trazer essa versão de KoF R-2. A partir do momento em que os jogadores escolhem jogar contra, no modo portátil, o Switch se transforma em algo parecido com aqueles antigos arcades japoneses, nos quais a tela está na parte de baixo da mesa e não no alto, e cada joy con se transforma em um controle individual para a batalha.

QUE VENHAM MAIS NEO GEO POCKET COLOR SELECTION

Além de tudo isso que falamos, não podemos deixar de comentar sobre o cuidado com a jogabilidade e a atenção em trazer uma experiência de arcade para as palmas de suas mãos. Está tudo lá, frases de efeito ao iniciar a uma luta, carisma dos personagens, apesar de estarem em uma versão “fofinha”, e as músicas originais, salvas, claro, as limitações da época.

A jogabilidade dá um show a parte. Mesmo com apenas dois botões, é possível executar todos os movimentos dos KoFs tradicionais. Com um botão para soco e outro para chute, o que vai determinar a força é o modo como o jogador vai apertá-los.

Você vai se impressionar com a facilidade em soltar os golpes usando só dois botões

Dê um toque no A e o personagem dará um chute fraco, segure o mesmo botão agachado por um segundo e o ele dará uma rasteira. Com essa mecânica em mente, é só lembrar dos seus golpes favoritos e se impressionar com a facilidade de execução de cada um deles, incluindo os especiais. É de encher os olhos! Esperamos que a SNK não pare por aqui e que invista nessas novas versões em breve.

The King of Fighters R-2 foi lançado para Switch nesse ano e é obrigatório para os saudosistas apreciadores de games de luta.